CNC Notícias 212

Crédito: Ascom - PV

Para se manter na pista

A matéria de capa da presente edição da CNC Notícias mostra que, bem antes de o Brasil ter que parar no acostamento do progresso econômico, chegando, em agosto, a uma previsão de crescimento de 1,5% do PIB, menor que o esperado no início do ano, muita coisa aconteceu.

As consequências da greve dos caminhoneiros foram além de sua duração: a oferta de hortifrutigranjeiros no ramo de hiper e supermercados teve perdas de R$ 3,1 bilhões no faturamento, entre os dias 21 e 28 de maio, em seis capitais brasileiras, segundo a CNC. E esse é só um exemplo.

O desafio da retomada fica para quem vai guiar o País após as eleições de outubro. Com ajustes essenciais, principalmente em relação ao mercado de trabalho, acelerador natural do consumo, a economia voltará a ganhar velocidade. E, por falar em eleições, o empresariado do turismo, por meio do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da CNC, já apresentou aos candidatos à Presidência da República as propostas para transformar o potencial turístico brasileiro em realidade.

Além disso, e como se fosse uma viagem, o Sistema Comércio segue com ações de fortalecimento da representatividade, como o acordo assinado entre a CNC, o Senac e a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (Sempe), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), para oferecer cursos de formação inicial e continuada (FIC) e de extensão na modalidade a distância (EAD).

Além dessa e de outras ações das Fecomércios, unidades do Sesc e do Senac, foi assinado também um acordo entre o Departamento Nacional do Sesc e a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, da Secretaria de Governo da Presidência da República, para o desenvolvimento de ações que proporcionem a dignidade e a autonomia da mulher. Afinal, para todos – empresas, governo, sociedade, homens e mulheres – o caminho do desenvolvimento deve ser comum.

Boa leitura!


Download

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.