Organização Sindical

Adicionar aos meus Itens 

Sob a coordenação da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Sistema Confederativo da Representação Sindical do Comércio (Sicomercio) reúne as 34 federações e os 1042 sindicatos mais influentes e atentos aos interesses dos seus associados.

 

Para assegurar a legitimidade dos sindicatos que integram o Sistema, as federações do comércio averiguam a autenticidade de sua atuação para se certificar de que estejam em sintonia com a proposta do Sicomercio.

Afinal, é compromisso das entidades sindicais integrantes:

  • Apoiar e incentivar a economia formal;
  • Defender a unicidade sindical;
  • Contribuir para o fortalecimento confederativo.

Origem do Sicomercio
Com a promulgação da Constituição Federal, em 1988, as entidades sindicais conquistaram autonomia para se auto-organizar e gerir. O Artigo 8º do texto garante a essas organizações o direito de dispor sobre assuntos de interesse do sindicalismo através de um sistema confederativo que represente suas categorias.
Foi nesse contexto que, a partir de 1990, começou a ser estruturado o Sicomercio. As reuniões das federações do comércio existentes à época, supervisionadas pela CNC, resultaram nas primeiras normas reguladoras do Sistema.

Regulamentada em 1991, a criação do Sicomercio é considerada um marco no processo de modernização e consolidação das entidades patronais do comércio de bens, serviços e turismo.

Mais informações na publicação CNC – Sicomercio História e Evolução

Veja a Carta de Princípios do Sicomercio