Com restrições, comércio do Acre inicia a reabertura

AddToAny buttons

Compartilhe
13 A 14 ago 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
O Acre passou a integrar a chamada a "fase amarela na classificação da pandemia" e, agora, bares, restaurantes, cinemas, teatros podem reabrir.
Crédito
Fecomércio-AC

O Acre passou a integrar em, 5/07, a fase amarela na classificação da pandemia e, agora, bares, restaurantes, cinemas, teatros, manifestações culturais e pizzarias podem reabrir com restrições. O assessor técnico do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-AC, Egídio Garó, aproveitou a oportunidade para chamar a atenção do empresariado local quanto às atividades comerciais.

Garó relembrou que, recentemente, o Acre passou da bandeira vermelha - em que a maioria das atividades comerciais se manteve fechada - para a laranja, e assim permaneceu por duas semanas. “Os indicadores definidos no Pacto Acre sem Covid-19 apontaram para uma flexibilização no grau de risco, conduzindo o Estado para a bandeira amarela. Isso significa a abertura de segmentos que até então não funcionavam por conta da legislação”, explicou.

Restaurantes, bares, lanchonetes e pizzarias, bem como manifestações culturais, agora podem retomar suas atividades observando as regras de biossegurança, o distanciamento das mesas e frequentadores, e a limitação da capacidade.

“Esta é uma boa notícia para o setor do comércio e serviços, contudo, uma preocupação passa a acompanhar os empresários dos setores e está relacionada aos estoques - hoje muito baixos, senão inexistentes -, o que não permitirá uma retomada imediata das atividades”, acrescentou.

Ainda segundo o assessor, flexibilizações são permitidas com a mudança de faixa, como o shopping e galerias. “Que agora podem atender 60% de sua capacidade, exceto praça de alimentação e de diversão. É importante ressaltar que a situação pandêmica ainda existe e a população deve manter todos os cuidados necessários para a manutenção de sua saúde e dos demais consumidores que frequentarem os espaços", finalizou.

Acesse ao decreto completo. | Download