Em 2020, Sesc-SP fabricou mais de 13 mil protetores faciais para doação

AddToAny buttons

Compartilhe
25 A 26 dez 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Projeto de Fabricação Digital de Protetores Faciais para Doação do Sesc São Paulo estimulou  a pesquisa da equipe de educadores dos Espaços de Tecnologias e Artes das unidades
Projeto de Fabricação Digital de Protetores Faciais para Doação do Sesc São Paulo estimulou a pesquisa da equipe de educadores dos Espaços de Tecnologias e Artes das unidades
Crédito
Fecomercio-SP

Em 2020, para contribuir para os esforços de toda a sociedade no combate à pandemia de covid-19, o Sesc São Paulo desenvolveu diversas ações solidárias, entre elas o projeto de Fabricação Digital de Protetores Faciais para Doação.

Cerca de um mês após a confirmação do primeiro caso de contaminação pelo novo coronavírus no País, a demanda por Equipamentos de Proteção Individual teve um aumento significativo e, em alguns casos – como ocorreu com protetores faciais –, tais EPIs chegaram a ficar em falta.

Considerando a infraestrutura disponível nos Espaços de Tecnologias e Artes (ETAs) – ambientes normalmente voltados à oferta de cursos e oficinas – das unidades do Sesc, um grupo de trabalho da instituição avaliou então protótipos (de código aberto) de protetores faciais que estavam sendo fabricados por iniciativas da cena maker no País. 

Dois modelos foram selecionados: um chamado Viva SUS (desenvolvido pelo grupo Makers Contra a Covid-19), composto por uma testeira produzida a partir de impressão 3D e uma viseira de plástico PETG cortada em máquina de corte a laser; e um outro modelo (criado pela startup Me Viro e compartilhado pelo Projeto Arrastão) constituído basicamente por partes de plástico PETG cortadas em máquina de corte a laser.

Ainda em abril, o ETA do Sesc Avenida Paulista tornou-se o polo de produção do projeto, concentrando equipamentos dos ETAs de diferentes unidades, além do trabalho de diversos profissionais educadores de tecnologias e artes do Sesc, trabalhando presencialmente, em escala, para evitar aglomerações e poder manter o distanciamento adequado no espaço.

Além de contribuir para os esforços do poder público, das instituições e da sociedade no combate à COVID-19 durante o ano de 2020, o projeto de Fabricação Digital de Protetores Faciais para Doação do Sesc São Paulo estimulou  a pesquisa da equipe de educadores dos Espaços de Tecnologias e Artes das unidades sobre novas formas de aplicação tanto da fabricação digital como de uma ação educativa mais ampla.