Fecomércio-RS lança campanha em combate à covid-19

AddToAny buttons

Compartilhe
25 A 26 dez 20
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Ação busca conscientizar sociedade, governo, empresas e instituições da importância da união contra a covid-19
Ação busca conscientizar sociedade, governo, empresas e instituições da importância da união contra a covid-19
Crédito
Fecomércio-RS

Devido ao aumento de casos e óbitos em todo o País, a Fecomércio-RS realizou uma campanha para conscientização da população do Estado. “Unidos contra o vírus” mostra que mesmo separados, em função da pandemia, estamos unidos por uma causa: impedir que a covid-19 se espalhe e evitar ainda mais restrições no funcionamento do comércio. Para isso, é preciso reforçar as medidas de prevenção: usar máscara, higienizar as mãos e evitar aglomerações.

Por isso, o objetivo da ação é conscientizar sociedade, governo, empresas e instituições da importância da união contra a covid-19. Para a Fecomércio-RS, a economia gaúcha já sofreu demais com a pandemia e esse é o momento de todos agirem com responsabilidade para evitar o agravamento da situação.

“Neste momento em que aumenta o número de casos de covid-19 no Estado e já temos muitas restrições no funcionamento do comércio, acreditamos que só com a união de todos poderemos vencer o vírus e manter as empresas funcionando sem prejudicar ainda mais esse segmento que já teve tantas perdas. É importante que cada um faça a sua parte, pois todos somos responsáveis por vencer essa batalha”, defende o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn.

Estamos em um momento diferente do início da pandemia, quando a maioria das cidades havia imposto o fechamento do comércio. Dessa forma, a iniciativa “Unidos contra o vírus” dá prosseguimento à campanha “O comércio quer trabalhar”, lançada em junho de 2020 para sensibilizar a sociedade e o governo de que o fechamento das atividades comerciais não contribui para a propagação da pandemia; pelo contrário, expõe empresas e famílias sem renda a situações que também adoecem.