Refugiados são capacitados no Senac Roraima

AddToAny buttons

Compartilhe
07 A 08 nov 19
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Em seu primeiro projeto em Roraima, ONG escolheu o Senac para fazer curso que incentiva o empreendedorismo
Em seu primeiro projeto em Roraima, ONG escolheu o Senac para fazer curso que incentiva o empreendedorismo
Crédito
Senac-RR

07/11/2019

O Senac Roraima formou duas turmas com 60 refugiados da Venezuela no curso Desenvolvimento Profissional, que aborda português, pacote Office, atendimento ao cliente, serviços financeiros e competências empreendedoras. A iniciativa é uma parceria com a Organização não Governamental (ONG) Migraflix, — que integra refugiados por meio do incentivo ao empreendedorismo. O Senac foi escolhido como parceiro deste primeiro trabalho realizado em Roraima, e o curso, formatado sob medida para o Migraflix, está dentro do projeto Migra Lab da ONG.

Para a coordenadora das turmas, Julie Landers, a equipe do Senac-RR foi muito receptiva e preocupada com os venezuelanos, acompanhando de perto todo o processo. “Foi uma experiência muito bacana que pretendemos repetir”, disse.  

A gerente de educação profissional do Senac-RR, Eliane Lino, acrescentou que, além do contato que a ONG tem com empresas para a inserção dos alunos no mercado, o Senac conta com o Banco de Oportunidades, muito procurado pela iniciativa privada roraimense.

Rusbeilis Villegas, de 25 anos, participou do curso e acredita que com ele conseguirá entrar no mercado de trabalho brasileiro. Formada em Comércio Exterior, ela foi gerente e responsável pela atenção ao cliente em um banco na Venezuela. Sua intenção é a de participar da interiorização, indo para o Estado de Minas Gerais.

Ezequiel Lubatón, de 28 anos, elogiou o enfoque de atendimento ao cliente no curso. Ele foi assistente administrativo, vendedor e trabalhador da área de transportes na Venezuela, mas agora deseja ter estabilidade e qualidade de vida no Brasil. “O curso foi ótimo e enriquecedor”, elogiou.

Auxílio

A ONG Migraflix tem vários projetos em que imigrantes de países distintos compartilham suas culturas com os brasileiros, especialmente em regiões como São Paulo, onde a maioria de seus membros vive. Além das aulas, os refugiados que participaram do curso com o Senac-RR receberam auxílio transporte e alimentação.