Secretaria de Turismo do Estado da Bahia faz balanço de gestão em reunião da CET-BA

AddToAny buttons

Compartilhe
16 A 17 set 19
Ex: 8h00 às 18h00
Botão - Tenho Interesse
Esse preenchimento não garante sua
inscrição. É apenas para fins de comunicação,
envio de novidades e informações sobre o
evento.
Secretário de Turismo do Estado, Fausto Franco com o presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade e o coordenador da CET-BA, José Manoel Garrido
Secretário de Turismo do Estado, Fausto Franco com o presidente da Fecomércio-BA, Carlos Andrade e o coordenador da CET-BA, José Manoel Garrido
Crédito
Divulgação

16/09/2019

Secretaria de Turismo do Governo do Estado da Bahia apresenta balanço de seis meses de gestão durante reunião da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio-BA (CET-BA), realizada na Casa do Comércio, em 11 de setembro. Na ocasião, o presidente da Fecomercio-BA, Carlos de Souza Andrade, ressaltou a importância do turismo para a economia do estado e convidou secretário de Turismo do Estado, Fausto Franco, para apresentar o balanço à frente da pasta.

Ampliação da malha aérea, licitações do Prodetur, temporada de cruzeiros, turismo religioso com destaque para canonização de Irmã Dulce e revitalização do Palácio Rio Branco estavam entre os itens do balanço. Fausto destacou que a ampliação da malha aérea ocorreu a partir do pacote de incentivos fiscais lançado pelo Governo do Estado para o combustível da aviação, com a estimativa de 215 novos voos até 2020.

Foi comentado também que a prospecção de voos visa ainda a melhorar a acessibilidade de destinos badalados como Morro de São Paulo, Boipeba e Maraú, além de contemplar também a Chapada Diamantina através do aeroporto de Lençóis, que é porta de entrada para municípios da região como Mucugê, Igatu, Andaraí, dentre outros. “Estamos reunindo esforços para trazermos para a Bahia voos de baixo custo de outros países, sobretudo o do mercado sul-americano, que é o maior emissor de turistas para a Bahia”, destacou.

Outro ponto importante foram as obras de requalificação que vão ocorrer na Baía de Todos-os-Santos, cujas licitações estão adiantadas, com contratos assinados, a exemplo da Marina da Penha, na Ribeira, com investimento superior a R$19 milhões.