11 April, 2019

CNC defende Sistema S em evento sobre os 100 dias do governo Ibaneis Rocha (DF)

Valdeci Cavalcante, vice-presidente da CNC

Crédito: Renato Alves/Agência Brasília

Valdeci Cavalcante, vice-presidente da Confederação, defendeu as ações do Sistema S no jantar oferecido pelo setor produtivo

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), se reuniu com empresários do comércio, da indústria e de vários segmentos produtivos da capital federal, na noite de 10 de abril, no Unique Palace, para fazer um balanço dos 100 primeiros dias de governo. 

A iniciativa foi do grupo Empresários em Ação, com apoio da Fecomércio-DF, de sindicatos e de entidades do setor. O vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), Valdeci de Sousa Cavalcante, representou o presidente da Confederação, José Roberto Tadros, no evento. 

Ibaneis destacou as ações que o governo do Distrito Federal realiza em prol da cidade, como o anúncio da redução da alíquota de arrecadação do ICMS e a extinção do Diferencial de Alíquota (Difal) em operações realizadas por optantes do Simples Nacional, o que beneficia toda economia. 

O presidente da Fecomércio-DF, Francisco Maia, enfatizou que o governo local vem se esforçando para alavancar a cidade. "O governo está fazendo um trabalho em conjunto com o empresariado, o que é muito benéfico", disse. 

Sistema S 

As ações do sistema S em prol da cultura, profissionalização e saúde também foram lembradas pelo governador como uma grande ferramenta de auxílio do Estado. O primeiro vice-presidente da CNC ressaltou que a entidade está disposta a investir no Sesc e no Senac de Brasília, por enxergar na capital do País uma localidade com muito potencial. “Minha permanência em Brasília tem sido constante, junto com o presidente Tadros, e tenho convicção de que as instituições do comércio podem dar uma grande alavancada nessa região”, disse Valdeci. “O Sesc e o Senac contam com mais de 830 modalidades de cursos para formar futuros comerciários e pessoas que precisam de emprego”, complementou. O vice-presidente Administrativo da CNC, Luiz Gastão Bittencourt da Silva, também marcou presença no encontro. 

O presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra-DF), Jamal Bittar, também defendeu o Sistema S. Segundo ele, o trabalho realizado por essas instituições geram conhecimento e oportunidades. “O Sistema S tem capacidade para prover ações que o estado não consegue suprir. Temos a expertise de anos de trabalho e queremos juntar forças com o executivo”, disse. 

O encontro teve o apoio da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio-DF); da Federação das Indústrias (Fibra-DF); da Fundação de Apoio à Pesquisa (Fap-DF); da Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL); da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF); do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese); do Lide Empresarial; da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi); do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista-DF) e do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindhobar-DF). 

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.