12 janeiro, 2018

CNC projeta estabilidade para o setor de serviços este ano

Crédito: Visualhunt

Adicionar aos meus Itens 

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (12) pelo IBGE, mostra que o volume de receitas do setor de serviços cresceu 1,0% em novembro do ano passado, na comparação com o mês anterior e já descontados os efeitos sazonais. Com esse resultado, o setor interrompeu uma sequência de quatro variações mensais negativas, registrando, portanto, seu melhor desempenho desde o último mês de junho. 

Por outro lado, o setor de serviços amargou sua 32ª queda consecutiva em relação ao mesmo período do ano anterior (-0,7%), denotando a dificuldade das atividades de serviços em reagir desde o fim da recessão. “Apesar de manter a expectativa quanto à tendência de queda nas taxas de juros na ponta, para dar início ao seu processo de recuperação do nível de atividade, o setor de serviços ainda carece da volta dos investimentos ao longo de 2018, bem como da recuperação mais consistente do mercado de trabalho”, explica Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Ao considerar que esses fatores – queda da taxa de juros e retomada de investimentos – tendem a apresentar recuperação este ano, a CNC projeta queda de -3,0% no volume de receitas em 2017 e estabilidade (+0,2%) para o ano de 2018.

Acesse abaixo a nota completa da CNC.

Download

Comentários

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.