3 August, 2018

Pautas do turismo entregues a Ciro Gomes e Geraldo Alckmin

Eraldo Alves da Cruz, Otávio Leite, Alexandre Sampaio, Geraldo Alckmin, Manuel L

Crédito: Carolina Braga/CNC

Eraldo Alves da Cruz, Otávio Leite, Alexandre Sampaio, Geraldo Alckmin, Manuel Linhares e Marcio Santiago

O empresariado do turismo arregaçou as mangas para procurar os candidatos à Presidência da República e entregar propostas que visam transformar o potencial turístico brasileiro em realidade. No dia 2 de agosto, representantes do setor se encontraram com os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), ambos em compromissos no Rio de Janeiro, para apresentar o documento Turismo: +desenvolvimento +emprego +sustentabilidade.

As 25 entidades e associações da cadeia produtiva do turismo, reunidas no Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da CNC, foram representadas pelos presidentes Alexandre Sampaio, do Cetur/CNC; Manoel Cardoso Linhares, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional); e Márcio Santiago, do Brasil Convention & Visitors Bureau (Brasil CVB).

Geraldo Alckmin afirmou o compromisso com o setor e agradeceu as propostas, que podem ajudar a impulsionar a indústria do turismo como importante vetor da retomada do crescimento do emprego e da renda. “O turismo significa emprego, que é o que o Brasil mais precisa hoje: criar empregos rapidamente, além de ser um setor estratégico que representa desenvolvimento para o País de forma sustentável”, afirmou. Ele lembrou ainda que o turismo distribui renda, por sua capilaridade, e que o Brasil tem muito potencial de crescimento.

“Reunimos reivindicações do setor empresarial do turismo brasileiro para apresentar aos presidenciáveis. Queremos que eles entendam a importância que as mais de 60 atividades econômicas relacionadas ao turismo têm para o País e que continuidade nas políticas públicas é essencial para esse crescimento”, destacou Alexandre Sampaio.

Manuel Linhares lembra que, segundo o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a cada milhão de dólares gasto em turismo, gera-se 1,5 milhão de dólares em riquezas, um retorno que só é menor que o investido em educação. “Precisamos de estratégias urgentes não só para incentivar, mas para possibilitar o mercado do turismo. Essa é a hora de deixarmos claro para o futuro presidente o que a indústria de turismo precisa para crescer”, afirmou Linhares.

“O Brasil precisa viver um novo momento, e o turismo é um segmento que pode contribuir de forma decisiva em todos os aspectos da vida brasileira. As entidades, cientes disso, elaboraram um documento que está sendo entregue a todos os presidenciáveis, e esperamos que eles se sensibilizem do potencial de geração de negócios e empregos do setor”, completou Márcio Santiago.

Além dos representantes já citados, o secretário executivo do Cetur/CNC, Eraldo Alves da Cruz, participou da entrega dos documentos. O vice-presidente da ABIH-RJ, José Manuel Caamaño, também participou da entrega ao candidato Ciro Gomes. Já no encontro com Alckmin, estiveram presentes o deputado federal Otávio Leite (PSDB) e o economista Pérsio Arida, um dos idealizadores do Plano Real, ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Banco Central.

Entrega a Ciro Gomes

Marcio Santiago, Alexandre Sampaio, Ciro Gomes, Manuel Linhares e José Manuel Camaño | Foto: Carolina Braga

 

O documento Turismo: +desenvolvimento +emprego +sustentabilidade traz propostas elaboradas por 25 entidades nacionais e associações que representam a cadeia produtiva do turismo, com a coordenação do Cetur/CNC. O documento aponta caminhos para impulsionar o turismo como vetor da retomada do crescimento econômico e da geração de empregos por meio de cinco pilares de ação: infraestrutura, promoção, gestão e monitoramento, segurança jurídica e competitividade.

Na terça-feira, 31 de julho, o documento foi entregue aos candidatos Álvaro Dias (Podemos), em Curitiba, e Guilherme Boulos (PSOL), no Rio de Janeiro. A mesma pauta será entregue aos demais candidatos à Presidência da República.

Entidades do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) que participaram da elaboração do documento:

FNHRBS – Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares

ABAV – Associação Brasileira de Agências de Viagem

ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas

ABEOC – Associação Brasileira de Empresas de Eventos

ABETA – Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura

ABIH NACIONAL – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis

ABLA – Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis

ABOTTC – Associação Brasileira das Operadoras de Trens Turísticos e Culturais

ABR – Associação Brasileira de Resorts – Resorts Brasil

ABRACCEF – Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras

ABRACORP – Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas

ABRASEL NACIONAL – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes

ABRASTUR – Associação Brasileira de Turismo Social

ABRATURR – Associação Brasileira de Turismo Rural

ABREMAR – Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos

ALAGEV – Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas

ANTTUR – Associação Nacional dos Transportadores de Turismo e Fretamento

BITO – Associação Brasileira de Turismo Receptivo Internacional

BRASIL C&VB – Brasil Convention & Visitors Bureau

BRAZTOA – Associação Brasileira das Operadoras de Turismo

FOHB – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil

SEBRAE NACIONAL – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

SINDEPAT – Sistema Integrado de Parques Temáticos e Atrações Turísticas do Brasil

UBRAFE – União Brasileira dos Promotores de Feiras

UNEDESTINOS – União Nacional dos CVBs e Entidades de Destinos

Comments

0

Os comentários serão moderados, portanto evite o uso de palavras chulas, termos ofensivos ou comunicação vulgar. Se tiver alguma dúvida sobre o tema abordado aqui, use a nossa Área de Atendimento. Talvez a resposta já esteja lá.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.